Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
semgordura9

Como Ganhar Pokecoins No Pokemon Go

Dicas De Hospedagem Em Portugal


Dicas para novos escritores e poetas: Quer saber se o que escreve está excelente, como divulgar um livro, se vale a pena participar de concursos literários? “Meus poemas são bons? http://tecnicasboasaude65.beep.com/.htm?nocache=1530649705 faço com o intuito de divulgar um livro? ” São estas as perguntas que mais recebo na web. Tentarei responder com o que aprendi existência afora. O principal talvez seja se perguntar: “Eu escrevo para satisfazer os outros? ” Se a aprovação externa ou a expectativa de “sucesso” for seu grande motivador, talvez você deva pensar isso. Escrever poesia sem ler poesia acho bem como complicado para as pessoas que tá iniciando. A gente deve beber de inúmeras fontes até fazer algo com um sabor só nosso. Também considero respeitável o modo pela escrita poética (e na arte em http://boadieta83.thesupersuper.com/post/como-definir-tuas-metas-de-vendas ).


Recomendo a leitura deste artigo sobre isto Valdir Sarubbi para alargar seus horizontes. Dito isto, pra saber o valor do seu texto (e neste momento questionado o valor de saber este valor), acho que o mais importante, é você mesmo amar dele. http://webteujardim5.diowebhost.com/11432995/dicas-para-blogueiras a todo o momento gente que vai adorar e gente que não vai amar, contudo o que importa mais é a tua própria avaliação (e, indo além, sua motivação). https://www.liveinternet.ru/users/shelton_gorman/blog#post437215173 do mais, ninguém domina correto o que é ou não é arte. Logo, não valorizo os críticos profissionais, do mesmo modo vários poetas.


Assim como questiono o valor do entendimento teórico pra publicar poesia. Acho que podemos construir muito bem sem saber escandir, o que é uma redondilha, poesia concreta, a diferença entre haikai e poetrix, ou quem foi Bashô. Fazer uma faculdade de Letras também não me parece uma circunstância necessária (em meu caso nem ao menos concluí o curso ao perceber que era todo regressado pra ceder aulas e não acrescentaria fundamentalmente nada aos meus escritos).



  1. Invista em Remarketing

  2. Construa seu Site (ou Blog)

  3. 140 Artigo Pardelha

  4. Divulgue tua página

  5. Ela tem a ver com sua persona

  6. Clique em “Install Now!”

  7. Promoções sazonais/em datas especiais

  8. Um ótimo Ano zoom_out_map



Podemos gastar dinheiro e tempo pra nada com cursos ou oficinas (com conhecidos ou não) para impulsionar a criatividade ou os recursos que o autor imediatamente possui… Se agora os tem, com o intuito de que o curso? Uma dica que me deram quando comecei e acho intrigante é não se prender muito à maneira do poema, principalmente nos seus primeiros poemas. Temos a tendência a encher de rimas ou se preocupar excessivo com a métrica no momento em que começamos a publicar poesia. E o primordial é a mensagem, o que você quer atravessar, o que tem a relatar.


Todavia sem desinteresse, sem escrever e nem sequer ler e reler o que escreveu, sem se perguntar minimamente a respeito do que quis expressar. Ademais, como bem alegou Bukowski em teu poema “Então queres ser escritor”, é necessário ter o que narrar. O importante mesmo é isso. E ter paixão por escrever.


Rilke, em teu “Cartas a um jovem poeta” diz que “Basta perceber que se poderia viver sem escrever pra não mais se ter o certo de fazê-lo.” Leminski oferece outras dicas boas nesses filmes. E Quintana, nesta carta. Não deixe de ler também estas cartas de http://sitesobremedicosvirtuais9.diowebhost.com/11441974/como-consegui-ampliar-as-visualiza-es-do-meu-website o que é ser escritor.


Quanto a escrever um livro, procurar editoras, revistas e concursos literários, falo mais nesse post, onde também deixo um conselho de Rilke para quem quer ser poeta. Bukowski também fala bem disso neste local. Em resumo, recomendo que faça um site em vez de escrever um livro, que aproveite a independência que a web oferece.


Porém, se tiver aquele sonho de um livro em papel, tome cuidado com editoras que só visam o lucro. Ainda sobre o assunto aos concursos literários, atualmente acho a mesma coisa do que a respeito de os críticos em geral… Neste instante soube de fraudes e todo tipo de desonestidade. Vale mais é a credibilidade do publicar por ti mesmo. Atualização de 2016: Como editor, escritor ou cliente, cuidado com as parcerias entre sites literários e editoras e toda forma de Publieditorial onde as pessoas recebem para discutir (normalmente bem) de uma coisa que conseguem nem achar agradável, só para vender. Por outro lado, há Youtubers especializados em livros que bem como estão cobrando alto quando podem vários seguidores e, várias vezes, acabam dizendo mal do item - após neste momento pago pelo escritor ou editora. Não imagino o que é pior. Um abraço e legal sorte!



Tags: web 2.0

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl